Acalma-te Amore

 

 

Acalma-te amore

Ando perplexa, com as sensações que atacam o entendimento de  quem  não sabe negociar com certas estranhezas que volta e meia insistem em se infiltrar  e permanecer.

Por mais que o tempo passe, no amadurecimento da total personificação, sempre recolho os entulhos em maior/menor  grau e quantidades, que atravessam nas marcas que ainda purgam por maiores esclarecimentos.

Na realidade, sempre  existiu e sempre existirão essas marcas que nos fazem digerir com maior cuidado, os fatos, as sensações e o desenrolar de atitudes pensadas/tomadas e não elaboradas com a total sequência.

Em todas as áreas de firmação como ser, que necessita de maior vigilância,  sob qualquer ângulo que a vida se mostra, creio que fomos feitos na forma de amor/desamor, num momento de paixão em querer por aqui permanecer.

Somos o intervalo na espera da eternidade.

Somos o momento que anseia  estabelecer na eternidade, os  frutos desse furor de arrebatamento no auge do querer.

Sensações de estranhezas mil, passam por minhas idéias, criando o demolir de estruturas formadas, ao longo da personificação.

Reflita quando as sensações e criações de mil indicações, insistem por melhores esclarecimentos.

Mili

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *