O Tudo Que Se Transforma (Parte 1)

 

… E assim,  se passaram as tantas incertezas e acomodações que se instalaram, e agora,  abrem-se como um magnífico leque de possibilidades e certezas de que tudo o  que envolve o ato de se jogar nos braços do bem, do belo, do estar à disposição de, do estar ao lado de, de se firmar no melhor que se pode extrair  ao realizar o ato transformador.

Tudo o que é entendido, de acordo com o grau de consciência de cada indivíduo,  representante desta grande massa de seres humanos, dispostos na atenção somente no que for relevante ao ato de transformação,  e é claro , na transformação do melhor, do bem, sempre.

São tantas as possibilidades envolventes e armazenadas na íntegra massa de disposições ao que se refere a grande manipulação, que na verdade, o segredo da manipulação do ato desbravador na transformação, já existe dentro de cada indivíduo, portanto, fazê-lo acordar, para que se deslumbre e reconheça-se nesta ação tão bem coordenada e que por enquanto, estava à disposição do sono da grande massa.

É por isso, que existem as tantas pregações através de inúmeras religiões, associações, grupos que se envolvem e se manifestam através do ato da transformação, tanto do bem, como do mal.

No tudo que existe, nada se criou, foram somente as transformações que os alterou. A busca por elementos que se firmam na altura das condições exigentes para a grande virada de tempos em tempos é de tamanha significância.

O estar em concordância com a natureza de cada grupo que se transforma,  à medida que o tempo exige, também é de tamanha importância, para que tudo se revele no seu desenrolar.

De tempos em tempos,  a varredura das coisas que não se pertencem, se chocam e se contradizem, expandem-se  no leque das transformações.

Não se pode dar ao luxo de que conhecestes as tantas modificações pelas quais a grande massa extrai à cada passo. É preciso o estar atento,  nas variações que se mostram através de cada pequeno  elemento,  no detalhe  que não damos importância no seu real tempo.

A grande e significativa marcha às grandes transformações, exigem de cada indivíduo a sua participação na disposição e atenção maior para que a revelação chegue na hora certa.

Muitas vezes, passamos pelas transformações e não a sentimos, portanto, jamais iríamos entendê-las, por estarmos ainda, presos à estados de consciências, onde tais configurações não penetram no entendimento destes seres ainda adormecidos e que não encontram-se à mercê das totais transformações.

Raciocine a palavra TRANSFORMAÇÃO, só para começar por hoje.

Até a próxima.

Mili

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *