Mãe 9.5

Mãe 9.5

Mãe 9.5

No dia dezenove de novembro, data da comemoração do aniversário da minha mãe, fiquei a refletir sobre o significado em repassar de tempos em tempos, a idade que chega, trazendo tanta desenvoltura , leveza, singeleza e a maior nitidez da fragilidade que ocupa, com traços tão sublimes e perfeitamente assentados da cabeça aos pés.

Liguei para dizer parabéns, visto que moro em outra cidade, mas ela já foi se deitar, repousar cedo e eu não consegui dizer os “Parabéns Mãe”, então, só tenho à esperar por mais um amanhã…

A certeza de que estará lá, sempre aguardando a chegada de cada filho é meu escudo de evitar a pensar algo ao contrário…

Coisas de filha apaixonada pela mãe que tem, independentemente das circunstâncias de resgates,entendimentos, vivências e coisas que somente eu e meus onze irmãos sabemos…

Hoje ainda, um pouquinho só mais madura, não sei se dei a conta do que é ter uma Mãe 9.5, pois ainda desabrocha em seus questionamentos de mãe, tantas formas ainda de menina, mulher que por vezes quer uns ajustes em seu corpito, sensualidade de mulher no seu cheiro e perfume tão encantador e o mais profundo de todos, a leitura do seu olhar.

Ah, o olhar da minha mãe, desde sempre, corrige, admira a sua cria, fazendo comparações de idades mais jovens, da qual a aceitação ou não da minha parte, pouco importa para ela e sendo mãe, é verdadeira e hoje eu sei , que ela sempre quer o melhor para todos os seus filhos.

Somente no amadurecimento, a carga de entendimento do que é ter uma mãe, avó, bisavó e tataravó desta idade é que se concluem, somente com a maturidade, os valores são interpretados na sua sequência e entendermos estes passos é a melhor escolha que fazemos, passo à passo, sem grandes exigências para com o outro como à nós mesmos…

Cada um é cada um, cada qual com sua vivência e interpretação do ser e seus significados, cabendo à cada integrante da família, resgatar à medida que amadurecemos, com amor e muita serenidade estas reflexões tão úteis para as gerações vindouras.

Creio que neste desenrolar de percepções da maturidade com todo o amor que aplicarmos às gerações que estão chegando, estaremos plantando bons frutos e conexões bem profícuas para quando chegarmos nesta idade.

Salve Mãezinha!!!!!!!!!!!!!

Mili

Expressão

Expressão

Estendida, equilibrada e eloquente,
Eis efígie egocêntrica,
Embalada emana elevada elegância,
Ela embriaga, embrenha,
Emanações eminentemente embaraçosas!!!

@@@

E eu, emolduro essa encapetada,
Efígie em encartes eletivos,
Efeitos efusivos eclodem em embrulhadas.
Elogios elucidam em elites expansivas,
Elementares elevações embalde embalsamam!!!

@@@

Embico embevecida,
Emposso engasgada,
Enganação elaborada,
Entranhas esquartejadas,
Entraves, entretanto,
Eterna entusiasta!!!

@@@

Entalada em euforia explícita,
Encontro encantos emaranhados,
Encarno em êxtase esclarecida,
Eterna entusiasta!!!

@@@

Enrosco em embalada,
Embevecida enamorada,
Entro em eterno êxtase,
Evidenciando eficiência efusiva,
Eterna entusiasta!!!

@@@

Mili

Poema Para Zezé

Olhares

 

 

Aparecida José

 

Desde então, irmã amada,

Seja no tempo que for,

Busco por mais palavras,

Atravessando os horizontes,

Nas melodias que canto,

Sem os versos,

Com pronúncias sem nexo…

Buscando estar à altura,

Das doces e firmes palavras,

Que tanto você conseguia,

Animar à qualquer custo!!!

 

@@@

Destacar o que?

Neste horizonte perdido!!!

Busco por tua essência,

Mesmo sabendo,

Que no mais ainda reside…

@@@

No muito mais que resplandece,

Mas, na minha egoísta,

Pequenina e frágil,

Maneira de enxergar,

Visão tão curta ainda,

Qual aprendiz à engatinhar!!!

@@@

Você é mestra,

Na essência forte e guerreira,

Que abriu em seu caminho,

Forte marcha da  sabedoria,

Acendendo os candelabros,

Da ignorância à maestria!!!

@@@

Sim, sois a própria magia,

Que alterou no espaço/tempo,

Muitas formas em aprender,

Percorrendo no extenso caminho,

Junto aos seus aprendizes,

Da maneira mais sublime,

Questionando e  aflorando o saber!!!

@@@

Nas muitas formas de raciocínio,

Percorre o extenso caminho,

Junto dos aprendizes,

Que exaltam,

Balbuciam ainda mais,

Na busca de maior brilho,

À esperar no aprender,

Em saber e responder,

O que é Ser???

@@@

Mili

 

 

 

Aquiete-se

Aquiete-se

Aquiete-se

 

No naufrágio instaurado pelas  correntes dos descrentes, sobram ainda, as  inúmeras, tranquilas e inegáveis atitudes daqueles que acreditam no próximo passo, na virada do outro dia, no transcorrer das horas  e na liberdade das certezas que a  cada amanhecer desperta.

Integrar-se na entrega destas questões é a solução para qualquer desafio que se apresenta, o qual não bate à porta e pergunta se pode instalar-se, ele apenas se apresenta e fica, controlando os nossos pensamentos e raciocínios, para que desta maneira, possamos envolvê-lo nos próximos passos,  ao qual nos entregamos e nos exigimos que seja feito o melhor.

Já parou para refletir se não existissem tais desafios que tanto contribuem para o engrandecimento e aquecimento, fazendo das rupturas já  endurecidas, mais maleáveis e desta forma entregues à moldes diferentes e não resistentes?

Assim dizem,  que nos nossos piores inimigos  estão os nossos melhores mestres , definição um tanto quanto amendrontadora, porque existe aí um amplo episódio de fatos,  que necessitam ser entendidos. A partir daí,  verificar os resultados ,   triturá-los, distribuí-los e mansamente resgatar o melhor caminho.

Em tudo existe muito trabalho, não existe rescaldo de idéias, ela é uma só, e o que varia são  os caminhos e até onde chegam estas idéias , comprometendo sempre numa melhor reflexão e maior progresso neste transcorrer da evolução.

 

Mili

 

 

A Divina Proteção Que Nos Assiste

A Divina Proteção que Nos assiste

 

Em tempos de adversidades assustadoras, sobram as aflições, as estagnações em todos os níveis e a falta de discernimento para lidar com o que está por vir e o que já passou…

A palavra “susto”, está quase que frequentemente, alardeando as totais manifestações que integram o querer estar bem.

Não é por falta de pensar, raciocinar e o ativar positivamente todas as possibilidades de ação, para que  tal situação ganhe forças para seguir em frente, ajustando tudo que está por vir,  com naturalidade, sabendo que o mais importante é,  não parar no meio do caminho.

São tantos os episódios que calculamos, remanejamos e trabalhamos em cima de datas,  que  não temos a certeza de que serão cumpridos e concretizados em tempos hábeis.

Não encontrar  tais dispositivos que aceleram as certezas de que  realmente estar  no caminho certo é a melhor afirmativa para os que não encontram a saída  neste inventário tão bem redigido, que de tão bem extraído de algum recanto, traduz somente em interrogações, falta disso, falta daquilo e enervantes questionamentos daqueles outros…

Deixar o pessimismo de lado é o que importa, diante as inúmeras ondas que se levantam  e ao mesmo tempo amansam as cristas tão bem representadas pelas nossas arrogâncias e crueldades forjadas,  nas melhores tentativas, pelo simples fato em querer prosseguir mansamente, acreditando sempre que é o melhor caminho que pudemos fazer.

Segue assim,  a permissão maior em acreditar ser este o melhor caminho para os confrontos que se apresentam, manipulando a todos que estão inseridos neste vai e vem de consentimentos …

E assim, segue esta procissão de estrelas, onde cada qual com sua luz, emanada de muitas formas em cores e brilhos, atingindo tão próximo e por vezes tão longe, arqueanco na sua forma, a fim de atingir alguém, em algum lugar, que esteja necessitando de um ponto somente para prosseguir em frente…

Mili

 

 

 

Percorrendo Caminhos

Percorrendo Caminhos

Percorrendo Caminhos

 

Alegro-me, quando consigo ficar em êxtase, diante às deliciosas fases que já passei e das que supostamente ainda irei percorrer neste tão eloquente trajeto de distrações.

As ilusões se fazem presentes,  à todo momento em que busco, a maior felicidade, alegrias e permissividades.

Os  ciclos jamais se completam, neste cantarolar de idéias, lançadas à todo instante, na desenfreada vontade de vencer obstáculos, com um coração exigente e ofegante que já não percebe os sintomas das ilusões.

Um coração amadurecido, de tão amaciado pelos baques a que se envolveu e lògicamente, proposto , creio eu, por mim mesma, em algum instante qualquer…

Não me levar tão à sério é a minha meta, para prosseguir sem tantas cobranças, nestas exigências que a vida enaltece, e eu, como não sou boba, nem nada, saio da roda que insiste  em inserir-me e maltratar-me, a fim de que permaneça escrava das exigências que tanto tomam o tempo, o lugar e os sonhos…

Não é uma palavra qualquer que me enrubesce, saio fora das jogadas de  tantos tiranos que encontro no percurso e incluo sempre que  possível, as mágicas fora de ilusões, concretizando um querer momentâneo, sabendo que desta não sairei viva.

Mili

 

Acabrunhada

 

Acabrunhada

 

Pelo vasto cabelo que cobre os meus olhos, o  vento continua a me  provocar.

De súbito, balanço a bela cabeleira , entregando  os pontos ao vento que insiste em me espalhar.

Procuro na bolsa,  para ver se encontro, alguma presilha , mas inútil de bolsa, que de tão grande, não serve pra nada, a não ser o grande peso que  em meu  ombro  já começa a pender e me cansar…

E o vento continua,  apressando as minhas costas,  que já não aguentam mais, de tantas espalmadas  e solavancos,  que em questão de segundos, tortura esta breve e ansiosa figura,  que nada entende das  provocações tão naturais…

E meus passos continuam,  apressados, na vontade em querer arrumar os cabelos e andar mais depressa,  a fim de logo chegar.

Mas que nada, o vento continua o seu trajeto, voltando na marcha ré, desviando os meus olhos, às tantas imagens,  que desfilam , enquanto ele me embrutece , estremece e enrijece esse meu caminhar…

O seu assobio  inunda,  os meus ouvidos, forçando  o seu som que só quer me inspirar , e eu , de tão inconformada , não encontro  a dita presilha.

Perdi belas imagens , talvez olhares profundos,  na troca que geram o melhor estar.

Os instantes tão preciosos que perdem-se,  na insignificância de detalhes…

Quando os ventos da mudança sopram no  caminhar, mas,  de tão oprimida, abatida e perdida,  eu nada entendi…

Levantei mil barreiras ao invés de construir ao vento,  a melhor mudança ou talvez um moinho , neste tão simples caminhar…

Mili

 

 

O Relógio Que Canta

O Relógio Que Canta

 

Estou  aqui, com meus questionamentos, quando repentinamente, o relógio começa a tocar os  três cantos do pássaro.

A cada hora que escoa, o pássaro canta e daí o sorriso vem, a lembrança de algo bom começa à compartilhar as minhas lembranças e as expectativas de melhoras começam a surgir.

Como é possível, num simples canto  de pássaro, remeter e também acordar para algo novo e inspirador?

Presente da minha madrinha Maria Wilma, dado com tanto carinho, e ela nem imagina a alegria que é,  à cada hora que se passa, a alegria do canto do pássaro inundar a minha audição com tão suave canto.

Daí, fico a perceber  sobre a lição que este relógio que canta ,trouxe para a minha vida.

Será que podemos ser como o canto desses pássaros do relógio, que trazem a alegria, felicidade e tamanha ternura?

Escrever e detalhar sobre esse meu pensamento é facílimo, quero ver o conseguir  ser essa felicidade, viver e contagiar para que outros possam sentí-la como eu sinto e ainda mais, ser lembrada sendo eu essa felicidade.

Não é nada fácil nestes tempos de tamanha turbulência, onde cada um vive para si, testemunhando que o tempo é curto demais para tais fragilidades.

Então, mais uma vez, os ponteiros batem mais uma hora e o pássaro assobiando novamente, trazendo à tona mais felicidade e a certeza de que não importa o tempo que for, estarei na esperança em ser melhor, ser lembrada apenas pela minhas atitudes no bem e poder contagiar sempre alguém que estiver necessitando de forças para prosseguir.

Sei que não é fácil ser isto tudo, talvez consiga nesta vida, ser apenas uma pontinha deste meu querer, mais já é um bom início para prosseguir como o canto do pássaro me influenciou.

Reflita sobre o seu querer ser e se revestir dessa felicidade, contagiando à todos que encontrar nesta caminhada.

Mili

 

” Zezé das Flores “

Zezé das Flores

Zezé das Flores

Hoje vai ao encontro das luzes!

Hoje conclui a etapa maior!

Sua luz hoje se abranda!

Canta e enaltece!

Como o pássaro livre!

Que avança na liberdade!

De Seu Vôo  Maior!!!

@@@

Passagem que aqui estabelece!

Na gratidão por onde passou!

Cintila com raios nas marcas!

Por aqui deixadas!

De tanto amor!!!

@@@

Mili

 

 

 

 

 

 

 

 

Não Se Leve Tão À Sério ( Parte 5 )

A ousadia faz sentido, quando o assunto é a plenitude no  sentir.

Um sentimento que assusta a maioria das pessoas que não estão habituadas à experenciar nas profundezas deste tão sublime e almejado sentido e por sua maioria tão esquecido.

O sentir com profundidade, cada pedaço de nosso corpo,  na exploração do chão que pisamos à cada andar descalço, sobre quaisquer superfície.

O sentir no aroma que cada planta nos fornece, provocando o despertar de maiores sensações em suas enumeráveis espécies.

Esse sentir de perfumes que cada flor nos fornece e exala,  somente favorecendo os sentidos na profundidade com que nos remetem com cada essência trabalhada na cura.

A profunda e eficaz sensação do calor de duas mãos, que juntas, fazem uma alma tremer.

Duas mãos eloquentes, percebem na fricção, onde e quando agir para a cura que se instala ou a mais sublime carícia que é percebida, neste estímulo do sentir.

O tudo do mundo de fora, existe no tudo do nosso ser.

Perceba-se através do sentir, entregue-se nesta leveza que sempre nos leva aos caminhos mais sublimes e apaziguadores.

Revele-se ao sentir, apaixone-se por você e expanda permanentemente este sentido por onde passar.

Enquanto isso, raciocine mais no sentir,

Mili