Poema Para Zezé

Olhares

 

 

Aparecida José

 

Desde então, irmã amada,

Seja no tempo que for,

Busco por mais palavras,

Atravessando os horizontes,

Nas melodias que canto,

Sem os versos,

Com pronúncias sem nexo…

Buscando estar à altura,

Das doces e firmes palavras,

Que tanto você conseguia,

Animar à qualquer custo!!!

 

@@@

Destacar o que?

Neste horizonte perdido!!!

Busco por tua essência,

Mesmo sabendo,

Que no mais ainda reside…

@@@

No muito mais que resplandece,

Mas, na minha egoísta,

Pequenina e frágil,

Maneira de enxergar,

Visão tão curta ainda,

Qual aprendiz à engatinhar!!!

@@@

Você é mestra,

Na essência forte e guerreira,

Que abriu em seu caminho,

Forte marcha da  sabedoria,

Acendendo os candelabros,

Da ignorância à maestria!!!

@@@

Sim, sois a própria magia,

Que alterou no espaço/tempo,

Muitas formas em aprender,

Percorrendo no extenso caminho,

Junto aos seus aprendizes,

Da maneira mais sublime,

Questionando e  aflorando o saber!!!

@@@

Nas muitas formas de raciocínio,

Percorre o extenso caminho,

Junto dos aprendizes,

Que exaltam,

Balbuciam ainda mais,

Na busca de maior brilho,

À esperar no aprender,

Em saber e responder,

O que é Ser???

@@@

Mili

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *