Que Mal Tem?

 Que Mal Tem?

Não posso acreditar nas coisas que fiz, quando ainda era jovem, despojada  da maldade e entregue à ingenuidade total.

Alheia ao que o mundo despeja, com intenções de introduzir no ser que está à mercê deste total desprendimento…

No que diz respeito aos lances de seres mais preparados e que estão de olhos, principalmente, naqueles que estão à caminhar,na total observação, apenas do caminhar sem grandes e altos propósitos, apenas quer caminhar,  sentir o gosto e o sabor desta trilha cheia de surpresas, cores, brilhos, perfumes e exclamações por todos os cantos, de tão encantadora vibração que este ser se encontra…

Permanecer nesta faixa em questão, é o princípio da alegria jovial, da saúde em ordem, e principalmente, da cabeça que não está corroída, ainda, pela maldade  que adoece e  a falta de princípios generalizados, que somente dividem, subtraem e maltratam este ser que tenta apenas caminhar sem problemas, na agregação da alegria e capacidade de sentir somente o belo e o bom.

Por muito tempo persisti neste embalo de vibração.

Fazia graça e provocava espanto por onde passava, porque sempre acreditei que é desta maneira que o bem viver, acontece e derrama as suas bênçãos por onde se alcança.

O sonhar de olhos abertos, fazia parte deste embalo às ilusões que sempre se concretizavam, porque acreditava neste sonho tão bem galgado.

Ser e fazer feliz eram a parte do repertório que mais provocava indignação, nos olhares atentos e que nada entendiam,  por estarem fora desta faixa de frequência que estava a sintonizar.

De vez em nunca, encontrava seres que estavam com os mesmos propósitos, mas mesmo assim, sentia-me fora dos padrões estabelecidos para alcançarem tais objetivos.

E os  objetivos, que encontravam-se apenas no ter e sempre mais ter para ser feliz.

Era esta a passagem secreta que mais acumulava entulhos de tanto ter e não ser o suficientemente possível para acomodá-los e distribuí-los os tantos acumulados…

Por aqui vale uma reflexão valorosa, que é a relação entre o ser e ter e o que te motiva em ser nestes tempos assustadoramente sedentos exigindo sempre  mais e mais…

Mili

 

One thought on “Que Mal Tem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *