Elos

 

Todos Em Casa

Alegria maior não existe,

Quando o assunto é o estar,

Encontrando neste embalo,

Alegria e aconchego,

Felicidade e mais amor!!!

@@@@

Na presença destes elos,

Que me fazem mais feliz,

Completam nesta  estadia,

Mais serena,

Doce  e descomplicada,

Só assim já vale à pena!!!

@@@@

Eu jamais seria integrada,

Nesta parte tão difícil,

Em viver nestas paragens,

Sem os elos que só fazem,

Diferença aos aprendizes!!!

@@@@

Dão vida e provocam,

Sabedoria no entusiasmo,

Alegria nas adversidades,

Mais amor e compreensão,

Em qualquer plano de ação!!!!!!!!!!!

@@@@

É desta forma que entendo,

Dos minutos tão preciosos,

Como a mana Maria Teresa,

Inteligente e sempre pronta,

À exaltar…

“Este  é um momento de felicidade,

A felicidade não existe,

E sim,  estes momentos preciosos,

Que estamos em compartilhar…”

@@@@

Mili

 

 

 

 

Mãe 9.5

Mãe 9.5

Mãe 9.5

No dia dezenove de novembro, data da comemoração do aniversário da minha mãe, fiquei a refletir sobre o significado em repassar de tempos em tempos, a idade que chega, trazendo tanta desenvoltura , leveza, singeleza e a maior nitidez da fragilidade que ocupa, com traços tão sublimes e perfeitamente assentados da cabeça aos pés.

Liguei para dizer parabéns, visto que moro em outra cidade, mas ela já foi se deitar, repousar cedo e eu não consegui dizer os “Parabéns Mãe”, então, só tenho à esperar por mais um amanhã…

A certeza de que estará lá, sempre aguardando a chegada de cada filho é meu escudo de evitar a pensar algo ao contrário…

Coisas de filha apaixonada pela mãe que tem, independentemente das circunstâncias de resgates,entendimentos, vivências e coisas que somente eu e meus onze irmãos sabemos…

Hoje ainda, um pouquinho só mais madura, não sei se dei a conta do que é ter uma Mãe 9.5, pois ainda desabrocha em seus questionamentos de mãe, tantas formas ainda de menina, mulher que por vezes quer uns ajustes em seu corpito, sensualidade de mulher no seu cheiro e perfume tão encantador e o mais profundo de todos, a leitura do seu olhar.

Ah, o olhar da minha mãe, desde sempre, corrige, admira a sua cria, fazendo comparações de idades mais jovens, da qual a aceitação ou não da minha parte, pouco importa para ela e sendo mãe, é verdadeira e hoje eu sei , que ela sempre quer o melhor para todos os seus filhos.

Somente no amadurecimento, a carga de entendimento do que é ter uma mãe, avó, bisavó e tataravó desta idade é que se concluem, somente com a maturidade, os valores são interpretados na sua sequência e entendermos estes passos é a melhor escolha que fazemos, passo à passo, sem grandes exigências para com o outro como à nós mesmos…

Cada um é cada um, cada qual com sua vivência e interpretação do ser e seus significados, cabendo à cada integrante da família, resgatar à medida que amadurecemos, com amor e muita serenidade estas reflexões tão úteis para as gerações vindouras.

Creio que neste desenrolar de percepções da maturidade com todo o amor que aplicarmos às gerações que estão chegando, estaremos plantando bons frutos e conexões bem profícuas para quando chegarmos nesta idade.

Salve Mãezinha!!!!!!!!!!!!!

Mili

Poema Para Zezé

Olhares

 

 

Aparecida José

 

Desde então, irmã amada,

Seja no tempo que for,

Busco por mais palavras,

Atravessando os horizontes,

Nas melodias que canto,

Sem os versos,

Com pronúncias sem nexo…

Buscando estar à altura,

Das doces e firmes palavras,

Que tanto você conseguia,

Animar à qualquer custo!!!

 

@@@

Destacar o que?

Neste horizonte perdido!!!

Busco por tua essência,

Mesmo sabendo,

Que no mais ainda reside…

@@@

No muito mais que resplandece,

Mas, na minha egoísta,

Pequenina e frágil,

Maneira de enxergar,

Visão tão curta ainda,

Qual aprendiz à engatinhar!!!

@@@

Você é mestra,

Na essência forte e guerreira,

Que abriu em seu caminho,

Forte marcha da  sabedoria,

Acendendo os candelabros,

Da ignorância à maestria!!!

@@@

Sim, sois a própria magia,

Que alterou no espaço/tempo,

Muitas formas em aprender,

Percorrendo no extenso caminho,

Junto aos seus aprendizes,

Da maneira mais sublime,

Questionando e  aflorando o saber!!!

@@@

Nas muitas formas de raciocínio,

Percorre o extenso caminho,

Junto dos aprendizes,

Que exaltam,

Balbuciam ainda mais,

Na busca de maior brilho,

À esperar no aprender,

Em saber e responder,

O que é Ser???

@@@

Mili

 

 

 

Percorrendo Caminhos

Percorrendo Caminhos

Percorrendo Caminhos

 

Alegro-me, quando consigo ficar em êxtase, diante às deliciosas fases que já passei e das que supostamente ainda irei percorrer neste tão eloquente trajeto de distrações.

As ilusões se fazem presentes,  à todo momento em que busco, a maior felicidade, alegrias e permissividades.

Os  ciclos jamais se completam, neste cantarolar de idéias, lançadas à todo instante, na desenfreada vontade de vencer obstáculos, com um coração exigente e ofegante que já não percebe os sintomas das ilusões.

Um coração amadurecido, de tão amaciado pelos baques a que se envolveu e lògicamente, proposto , creio eu, por mim mesma, em algum instante qualquer…

Não me levar tão à sério é a minha meta, para prosseguir sem tantas cobranças, nestas exigências que a vida enaltece, e eu, como não sou boba, nem nada, saio da roda que insiste  em inserir-me e maltratar-me, a fim de que permaneça escrava das exigências que tanto tomam o tempo, o lugar e os sonhos…

Não é uma palavra qualquer que me enrubesce, saio fora das jogadas de  tantos tiranos que encontro no percurso e incluo sempre que  possível, as mágicas fora de ilusões, concretizando um querer momentâneo, sabendo que desta não sairei viva.

Mili

 

” Zezé das Flores “

Zezé das Flores

Zezé das Flores

Hoje vai ao encontro das luzes!

Hoje conclui a etapa maior!

Sua luz hoje se abranda!

Canta e enaltece!

Como o pássaro livre!

Que avança na liberdade!

De Seu Vôo  Maior!!!

@@@

Passagem que aqui estabelece!

Na gratidão por onde passou!

Cintila com raios nas marcas!

Por aqui deixadas!

De tanto amor!!!

@@@

Mili

 

 

 

 

 

 

 

 

Não Se Leve Tão À Sério ( Parte 5 )

A ousadia faz sentido, quando o assunto é a plenitude no  sentir.

Um sentimento que assusta a maioria das pessoas que não estão habituadas à experenciar nas profundezas deste tão sublime e almejado sentido e por sua maioria tão esquecido.

O sentir com profundidade, cada pedaço de nosso corpo,  na exploração do chão que pisamos à cada andar descalço, sobre quaisquer superfície.

O sentir no aroma que cada planta nos fornece, provocando o despertar de maiores sensações em suas enumeráveis espécies.

Esse sentir de perfumes que cada flor nos fornece e exala,  somente favorecendo os sentidos na profundidade com que nos remetem com cada essência trabalhada na cura.

A profunda e eficaz sensação do calor de duas mãos, que juntas, fazem uma alma tremer.

Duas mãos eloquentes, percebem na fricção, onde e quando agir para a cura que se instala ou a mais sublime carícia que é percebida, neste estímulo do sentir.

O tudo do mundo de fora, existe no tudo do nosso ser.

Perceba-se através do sentir, entregue-se nesta leveza que sempre nos leva aos caminhos mais sublimes e apaziguadores.

Revele-se ao sentir, apaixone-se por você e expanda permanentemente este sentido por onde passar.

Enquanto isso, raciocine mais no sentir,

Mili

 

 

Não Se Leve Tão À Sério ( Parte 4 )

 

Mova-se com a total segurança de que, enquanto estiver vivo, do chão não passará.

Aí sim, algum dia, quando não estiver mais em funcionamento, você, eu e todos, seremos lançados à sete palmos, com ou sem palmas, ou, virarmos cinzas com estes corpos tão bem tratados, sarados e tão bem trabalhados e  torneados…

Aí sim, o chacoalhão entra em cena, despejando a “Magna Carta” aos nossos olhos, pensares, raciocinares e escolhe, a melhor opção na lição, a  fim de aprendermos à nos vermos e vivermos sem muito à esperar.

Apenas colher os resultados do ontem e  tão somente nada mais…

Ação e reação, eis a lição de tamanha significação.

Não exagere nos seus atos, saiba da  sua medida.

Não se exceda e nem tão pouco se inferiorize.

Seja simplesmente este ser que nada espera, mas simplesmente anseia por melhores resultados nos passos à passos.

Raciocine os seus passos.

Até a próxima,

Mili

Não Se Leve Tão À Sério (Parte 3)

Tamanho não é documento. Mas por favor, não carreguem  documentos muito grandes no bolso, que somente fazem volumes  e nem tão pequenos que não possam ser encontrados.

O caminho do meio é o melhor trajeto a seguir com total confiança, para que tudo siga de maneira mais palpável quando queira se encontrar.

Poucas  coisas são indispensáveis para se prosseguir da maneira leve, livre e solta e principalmente “sem enroscos”.

Elaborar da melhor maneira que souber, é indispensável, para se obter uma ótima jornada neste dia que começa.

Raciocine as suas medidas, nem tão maiúsculas , que apareçam tanto, proporcionando muito volume e carga, nem tão minúsculas que apenas dão sinal de escassez.

Atinja o seu melhor ápice de concentração da sabedoria/conhecimento  para posterior expansão.

Esses conhecimentos adquirimos em nossas breves paradas, as quais, na obrigatoriedade do dia-dia , nos conhecemos com maior profundidade.

Entregue-se nesta certeza de se conhecer melhor.

É muito legal saber do que podemos ser hoje em sermos melhores que o ontem.

Raciocine sobre essa entrega.

Até a próxima,

Mili

 

 

A Parte Que Eu Sei

A Parte Que Eu Sei

 

É só um vento mais forte soprar,

Que me leva a qualquer lugar!

Então imagino,

O quão leve e descabido,

É o meu por aqui estar…

@@@@

Procuro no entendimento,

Ser um processo muito e,

Muito melhor detalhado…

@@@@

Mas que nada,

Se somente  num assobio,

Me deixa estagnada…

@@@@

O melhor de tudo,

É saber talvez,

Que nada somos donos…

@@@@

Imagino que o dono,

Disto tudo,

Seja também,

Um iludido!!!!

Ao acumular as tantas,

Passagens,

Dos rastros,

Dos traços,

Das incertezas!!!!!!!

@@@@

Mili