Poema Para Zezé

Olhares

 

 

Aparecida José

 

Desde então, irmã amada,

Seja no tempo que for,

Busco por mais palavras,

Atravessando os horizontes,

Nas melodias que canto,

Sem os versos,

Com pronúncias sem nexo…

Buscando estar à altura,

Das doces e firmes palavras,

Que tanto você conseguia,

Animar à qualquer custo!!!

 

@@@

Destacar o que?

Neste horizonte perdido!!!

Busco por tua essência,

Mesmo sabendo,

Que no mais ainda reside…

@@@

No muito mais que resplandece,

Mas, na minha egoísta,

Pequenina e frágil,

Maneira de enxergar,

Visão tão curta ainda,

Qual aprendiz à engatinhar!!!

@@@

Você é mestra,

Na essência forte e guerreira,

Que abriu em seu caminho,

Forte marcha da  sabedoria,

Acendendo os candelabros,

Da ignorância à maestria!!!

@@@

Sim, sois a própria magia,

Que alterou no espaço/tempo,

Muitas formas em aprender,

Percorrendo no extenso caminho,

Junto aos seus aprendizes,

Da maneira mais sublime,

Questionando e  aflorando o saber!!!

@@@

Nas muitas formas de raciocínio,

Percorre o extenso caminho,

Junto dos aprendizes,

Que exaltam,

Balbuciam ainda mais,

Na busca de maior brilho,

À esperar no aprender,

Em saber e responder,

O que é Ser???

@@@

Mili

 

 

 

A Parte Que Eu Sei

A Parte Que Eu Sei

 

É só um vento mais forte soprar,

Que me leva a qualquer lugar!

Então imagino,

O quão leve e descabido,

É o meu por aqui estar…

@@@@

Procuro no entendimento,

Ser um processo muito e,

Muito melhor detalhado…

@@@@

Mas que nada,

Se somente  num assobio,

Me deixa estagnada…

@@@@

O melhor de tudo,

É saber talvez,

Que nada somos donos…

@@@@

Imagino que o dono,

Disto tudo,

Seja também,

Um iludido!!!!

Ao acumular as tantas,

Passagens,

Dos rastros,

Dos traços,

Das incertezas!!!!!!!

@@@@

Mili

 

Espero Com A Chuva

Espero Com A Chuva

 

Espero com a chuva,

Restaurar o meu entender,

Limpar os espaços contidos,

Entre o querer e o poder!

@@@@

Espero com a mansidão,

Na mesma anunciação,

Que percebo nos retos,

Inclinados e  oblíquos,

Concentrados traços,

Que somente a chuva,

Consegue desenhar!

@@@@

Na mesma inspiração,

Recolho o frescor,

Do ar,

Que estou a distribuir,

No meu entender,

No  meu querer,

No meu mais profundo,

Saber!!! Entender!!! Poder!!!

@@@@

Porque a chuva,

Causa a interiorização,

Talvez nas amarras,

Amargas e contidas,

Num mesmo espaço,

Que não é mais meu,

E o sufoquei!

@@@@

Somente a chuva,

Tão somente ela,

É capaz de retirar,

Coisas que não mais,

Pertencem ao meu ser,

Nem tão pouco,

Representam coisas,

Que se aproveitem,

E somente estão,

Ocupando o lugar,

De boas novas,

Que somente  estão,

Aguardando a chuva limpar!!!

@@@@

Mili

Sentindo Na Pele

Sentindo Na Pele

Sentindo Na Pele

 

A maior parte da minha vida, paguei firmemente uma “boa” assistência médica.

Quando mais precisei na gestação e nascimento dos filhos, na medida do possível, se é que assim pode-se dizer, fui “amparada” por bons médicos e bons hospitais, isso tudo à uns vinte e tantos anos atrás.

À alguns dias, fiquei acamada, com sintomas mil e lá fui eu, a um Pronto Socorro Particular Conveniado, com bom atendimento.Sendo medicada, com injeções, inalação e lá permaneci por algumas horas.

Não sabia ainda, o que era fazer um procedimento chamado de  inalação ,nestas minhas andanças por mais de cinquenta e tantos  anos de idade, então imaginem, jamais dei esse custo de procedimento ao governo/assistência particular, desde a minha infância até o presente  estado da minha vida.

Logo no outro dia, tinha que receber outra inalação e o médico do Pronto Socorro que me atendeu, disse-me que poderia fazê-lo também no Posto de Saúde mais  próximo da  minha residência.

Como existe  perto de casa um Posto de Saúde, lá fui eu, tomar a segunda inalação.

Para meu espanto e dor, lógico, ainda estava com dor por todos os poros do meu corpo. Uma grande  insatisfação aumentou ainda mais as dores, ao deparar-me pela acomodação dos pacientes, logo que adentrei naquele recinto.

Segundo, a quantidade de pessoas que estavam na espera com as senhas nas mãos e tão  mal coordenadas pelas atendentes que pareciam também estarem mais num ringue de lutas do que num Posto onde deveriam cuidar da nossa Saúde.

Lá encontrei recepcionistas com atendimento degradantemente  tedioso e algumas enfermeiras entediadas pelo tudo do mundo, então imaginem, que tipo de tratamento por lá encontraria…

E como faço parte desse tudo, lá estava eu, decepcionada, pois era um recurso, de direito e com o qual , eu deveria contar, nesta hora de sufoco também para mim.

Que  absurdo, a quantidade de pessoas que iam de um lado para outro, procurando informações.

Muitos pacientes, na maioria idosos e crianças, mal acomodados e  muitos funcionários indo de lá para cá, sem educação.

Uns tantos enfermeiros mal educados  e médicos mal humorados com  tamanha falta de atenção.

Tudo o que presenciei, um absurdo, pois, fui até lá para ser atendida e de lá sai sem o atendimento, ou melhor, sem  a dita INALAÇÃO.

Fiquei até com medo, categoricamente, muito medo,  de lá sair com maior infecção.

Sai de lá mais deprimida e inferiorizada.

Isso tudo, é somente o fato de um dia!!!!!!!!!!!!

Raciocine a EDUCAÇÃO ,sob todos os ângulos e aspectos  na  repercussão da sua falta.

Mili

 

 

 

Olhei pro Céu

Olhei pro Céu

Olhei pro Céu

Olhei para o céu,

Então percebi,

Que  chaves brotavam,

De nuvens aturdidas…

 

Sem espaço,

Sem tempo,

Sem como medir,

O vento soprava,

Desenhos

De  mil formas…

 

Atentamente,

Sob o domínio,

Da investigação,

Da intuição… e

Imaginação…

 

Percebi só então,

Que chaves abriam,

No meu céu infundado,

Mil formas,

Com traços…

Que trago..

Que laço…

Que  faço um presente!!!

 

Mil formas,

Se exprimem e

atentam…

 

Mil traços,

Traduzem,

Toda a essência!!!!!!!!

 

É preciso coragem,

No saber e entender,

Acumular ou resgatar,

Na  força dum traço!!!!!!!!!!

 

Mili

 

 

Cada UM por TODOS 1

Se você pensa que é fácil o entendimento para criar atitudes, onde o ponto  do equilíbrio esteja plenamente estabilizado,  para suportar e dividir toda a carga acumulada das razões que compõem um querer por querer, sem pensar numa retribuição…

Éh …, pensar, falar ou escrever é bem fácil, facílimo.  Quero ver, você  fazer algo sem pensar no que vai ganhar com a boa intenção, despejando atitudes das mais variadas possíveis, sejam idéias de suporte a outro ou simplesmente estar de ouvidos atentos.

Seja  qual for a intenção de bem, não basta ter a boa intenção, é preciso SER a própria intenção, revestir-se nessa imensurável razão de estar à disposição desse ideal de bem a tudo que diz respeito na atitude que se cria na  possibilidade de exercer em ser  tal intenção.

O processo criativo de SER A  PRÓPRIA INTENÇÃO é trabalhoso inicialmente, pois requer a nossa transparência de ações concretas e ao mesmo tempo abstratas, para juntas, terem a concordância no processo almejado.

Se parar para raciocinar de que somos todos capazes  numa só unidade, é fácil achar o início da meada de linhas conflitantes e de várias cores que se integram e desintegram num só novelo.

O novelo integral é a  desintegração de cada um  numa só fusão.

O ciclo permanece, as razões multiplicam-se, criando outros   estágios organizacionais mais completos  e complexos no processo evolutivo.

Escrever sobre o ser voce mesmo e pronto à dedicação a outros ao mesmo tempo é demais trabalhoso, mas, vale a pena refletir sobre fazer e ser esse fazer…

Vale a pena e …Até a próxima para este ano que se inicia.

Mili