Mais Histórias Que Vamos Contar >>>>> 2 0 1 5 <<<<<

Mais Historias

Selecionar tudo que fica bem guardado em cada espaço que conheço como meu entender, é de tamanha amplitude para os próximos passos e principalmente, para este ano que vai começar.

Não me conheço tão bem, como desejaria, e se assim o fosse, teria dado mil reviravoltas em minhas atitudes que sempre direcionaram para o caminho que logicamente foi “ensinado desde sempre”…

Digo “ensinado desde sempre”, porque o obedecer e não muito poder questionar, foi a educação da minha geração, em meio à tantos irmãos mais jovens, mais velhos e dentre os quais, cada um pertencia a uma seleção de padrão e obedecê-los ou não, fazia parte da educação.

Ser a ovelha negra ou branca era a cotação e o termômetro de cada arriscar, sem perguntas ou não, para ver se dava certo cada investida da melhor atitude à tomar.

O acontecer das oportunidades e as tantas certezas através das espessas nuvens que ora carregaram os ímpetos desta tão inquietante, barulhenta e por vezes harmoniosa orquestra que carrego, dentro deste peito folgoso e cheio de sonhos ainda tão ardentes e não concluídos.

Mas, vamos que vamos, afinal, sem perder a pose que enobrece, o calor do fogo de viver na intensidade, senão, a temperatura à tudo esfria e mal nos aquece, como também àqueles que nos querem bem de verdade.

O nosso livro de tantas e tantas histórias continua, com suas páginas fresquinhas e prontas para serem escritas e trazer mil acontecimentos, sabedorias e quem sabe, muitas instruções, num melhor viver.

Acredito nesta força de poder, em melhor entender as tantas fases que possivelmente ainda passarei e movê-las, removê-las ou acumulá-las, tudo dependerá da disposição e ação que eu mesma tomar, sempre é claro, contando com a ajuda das forças extras, que sempre estão por aí, neste embalo de conclusões.

Sempre em frente é a marca, a melhor que já experimentei em tantos passos, deste delicado caminhar…

Mili

O Encontro

Sutil noite estrelada,

Não me recordo,

Se noite de frio ou calor,

Isto também já não importa!!!

@@@@

Só o brilho dos seus olhos,

Inundaram de mais luz,

Este ser sobrevivente!!!

@@@@

Sim!!! Sobrevida de vagante,

Galáctica na exploração,

Despencando de corpo e alma,

Das tantas procuras em vão!!!

@@@@

De retorno num tempo,

Que ainda não sei explicar,

Vocês não vão entender,

Das manobras no tempo que fiz,

Só para ver você ,

Que por aqui esteve,

E não mais está!!!

@@@@

Encontrar é a questão,

Da maior fuga estelar,

Contrariando os instrumentos,

Nesta estrela cadente,

Só para te encontrar!!!

@@@@

Sua passagem também é,

Eloquente,

O cometa mais fulgurante,

Que por aqui passou,

E já se foi…,

Para outras orbes se instalar,

E eu, por aqui estar!!!

@@@@

No hoje,

Recolho a saudade,

No ontem ,

Me supri da maior luz,

Que ainda aguarda no amanhã,

Ou quem sabe ,

Daqui a cem ou,

Mil anos luz,

Resplandescer com sua luz!!!

@@@@

Mili

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aos Que Partem

Aos Que Partem

Aos Que Partem

 

Por aqui ficam,

Registrados os tantos laços,

Entrelaços que formaram,

Nas andanças colhidas,

Tidas e não contidas,

Sempre alicerçadas,

Em buscas que nem sempre,

Se encontram num mesmo espaço…

@@@@

Alguns colhem os frutos,

Outros apreciam os brotos,

Noutros somente as flores,

Que ainda se despontam…

@@@@

Assim é o trajeto,

De buscas  acolhidas,

Da planta tão bem projetada,

Pelo tão belo arquiteto…

@@@@

É assim mesmo,

Neste bailar de idas,

Também no encanto das vindas,

Vidas um tanto distribuídas,

Neste encanto,

Que canto,

Tão entregue,

Tão faminto,

Pela vida que prossegue…

@@@@

Mili

O Tudo Que Se Transforma (Parte 1)

 

… E assim,  se passaram as tantas incertezas e acomodações que se instalaram, e agora,  abrem-se como um magnífico leque de possibilidades e certezas de que tudo o  que envolve o ato de se jogar nos braços do bem, do belo, do estar à disposição de, do estar ao lado de, de se firmar no melhor que se pode extrair  ao realizar o ato transformador.

Tudo o que é entendido, de acordo com o grau de consciência de cada indivíduo,  representante desta grande massa de seres humanos, dispostos na atenção somente no que for relevante ao ato de transformação,  e é claro , na transformação do melhor, do bem, sempre.

São tantas as possibilidades envolventes e armazenadas na íntegra massa de disposições ao que se refere a grande manipulação, que na verdade, o segredo da manipulação do ato desbravador na transformação, já existe dentro de cada indivíduo, portanto, fazê-lo acordar, para que se deslumbre e reconheça-se nesta ação tão bem coordenada e que por enquanto, estava à disposição do sono da grande massa.

É por isso, que existem as tantas pregações através de inúmeras religiões, associações, grupos que se envolvem e se manifestam através do ato da transformação, tanto do bem, como do mal.

No tudo que existe, nada se criou, foram somente as transformações que os alterou. A busca por elementos que se firmam na altura das condições exigentes para a grande virada de tempos em tempos é de tamanha significância.

O estar em concordância com a natureza de cada grupo que se transforma,  à medida que o tempo exige, também é de tamanha importância, para que tudo se revele no seu desenrolar.

De tempos em tempos,  a varredura das coisas que não se pertencem, se chocam e se contradizem, expandem-se  no leque das transformações.

Não se pode dar ao luxo de que conhecestes as tantas modificações pelas quais a grande massa extrai à cada passo. É preciso o estar atento,  nas variações que se mostram através de cada pequeno  elemento,  no detalhe  que não damos importância no seu real tempo.

A grande e significativa marcha às grandes transformações, exigem de cada indivíduo a sua participação na disposição e atenção maior para que a revelação chegue na hora certa.

Muitas vezes, passamos pelas transformações e não a sentimos, portanto, jamais iríamos entendê-las, por estarmos ainda, presos à estados de consciências, onde tais configurações não penetram no entendimento destes seres ainda adormecidos e que não encontram-se à mercê das totais transformações.

Raciocine a palavra TRANSFORMAÇÃO, só para começar por hoje.

Até a próxima.

Mili

 

 

 

 

 

 

 

 

Desintegrar-se para Integrar na Evolução

 

 

A sabedoria simplifica o enobrecimento de todo ato evolutivo.

Na proporção que se queira experimentar a altura de nosso compromisso com tudo o que significa valor e conteúdo , existe aí o enobrecimento de nossos atos e retificação de nossas ações, perante tudo o que vivemos e enxergamos como o todo…

Também é imprescindível, o olhar mais aprofundado, diante as mínimas ocorrências habituais, fatos corriqueiros, análise de toda interpretação que cada segundo vivido nos oferece.

Creio que a certeza de que tudo volta para onde veio é a maior garantia de que tudo vale à pena …

É meramente extraordinária, a força que rege esta maravilhosa sinfonia  que chamamos de “vida” e que sintonia de sinfonia…

Sem o bailar de letras e sons que circundam o nosso ser e que chamamos de ser humano ou animal racional,  tem o bailar de passos extraordinários e cadenciados todos num mesmo extremo, por horas curtos e salpicados de enlaces, desenlaces e rompimentos sem a explicação que convence …

Por hora, passos longos e eternamente convencidos de que aqui é o melhor bailar de experimentos.

Noutra vivencia simplificada, o alcance e distração,  com a música que o som chega a ser imperceptível naqueles que estão a bailar sem saber qual passo se entregar.

Assim é o eterno entregar e compor a melhor distração nesta vida de ilusão.

Mas sem ela, o circuito não se fecha diante as razões que compõem a evolução.

O aprender que dá a reviravolta na faixa dos extremos.

O aprender e conhecer porque se dá a desintegração com a devida compreensão…

Na faixa dos extremos é que percebemos a doçura que se complementa o saber…

Que tal, prestarmos mais a atenção nas mínimas ocorrências que se perfazem como o melhor professor,  em sua plena magnitude e eficaz explicação…

Saia do automático,  entre no plano da percepção mais apurada, nas mínimas ocorrências, dentre as quais, por vezes, passam despercebidas e que ali,  estão as maiores e melhores aulas de toda a compreensão…

Mili